sábado, 8 de setembro de 2012

COISAS DE DEUS: COM METADE DO CORPO É MÃE DE DOIS FILHOS

 

Rosemary Siggins, mais conhecida como Rose, nasceu com agenesia sacral, doença rara que provoca anomalias na coluna vertebral. Em decorrência do quadro, a mulher teve que remover a metade inferior do corpo quando tinha apenas dois anos de idade. As informações são do Daily Mail.
Apesar da condição física, Rose é mãe de Lucas, de 13 anos, e Shelby, de seis, e leva-os à escola todos os dias em seu carro especialmente adaptado.
— Meu skate é muito importante para mim. É a diferença entre se sentir preso e livre.
Durante a adolescência, Rose tornou-se uma pessoa insegura e preocupada de nunca ter um namorado ou poder construir sua própria família. Mas, em 1997, ela conheceu Dave Siggins —funcionário de uma loja de peças de carro.
— Houve uma atração imediata de ambas as partes. Ele me tratou como qualquer outra mulher e disse que eu era bonita. Oito meses depois, começamos a namorar.
Após um ano de relacionamento, Rose ficou grávida. Apesar de a doença causar danos no sistema reprodutivo, o casal diz ter uma vida sexual normal.
— O médico desaconselhou a gravidez porque o bebê poderia esmagar os meus órgãos internos. Mesmo sabendo que as chances de sobrevivência eram quase nulas, recusei o aborto. Por sorte, foi uma gravidez fácil e Lucas nasceu saudável por cesariana.
Quando o garoto completou seis anos, Rose descobriu sua segunda gravidez, mas admite que desta vez foi mais complicado.  
— Eu tinha sangramento, problemas respiratórios e dores abdominais. Mas na segunda cesariana também precisei remover o apêndice e a vesícula biliar.
Desafios diários
Apesar de valente, Rose percebeu que tem limitações e admite que sua saúde piorou nos últimos anos. Ela conta que sente as mãos e braços desgastados e está preocupada a ser forçada a usar uma cadeira de rodas. Mesmo assim, não desiste da vida.
— Por toda a minha vida enfrentei diferentes desafios, mas sou grata de ter dois filhos fantásticos e um marido amoroso. Meus filhos adoram ter a menor mãe do mundo!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário